MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/08/2019
08 de maio de 2019 às 11h23 | Geral

Servidores da Sesau se mobilizam para arrecadar agasalhos e cobertores

A iniciativa envolve mais de 400 servidores

Por: PMCG
Divulgação/PMCG

Servidores da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais (CCEV) da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) lançaram na manhã desta quarta-feira (08) uma campanha para arrecadar agasalhos e cobertores, que  serão destinados ao Fundo de Apoio à Comunidade (FAC).  A iniciativa envolve mais de 400 servidores e pelo menos oito pontos de arrecadação estarão espalhados pelas regiões do município. Um deles é na própria coordenadoria, localizada na Rua 14 de julho, número 84.

O prefeito Marquinhos Trad esteve presente na abertura da campanha e destacou a importância da iniciativa e enalteceu o espírito de solidariedade dos servidores que, segundo ele, deve servir de exemplo para todos.

“Estou muito feliz por esta iniciativa que mostra, acima de tudo, a vontade de se estender a mão e ajudar o próximo. De se sensibilizar com a dor do outro e unir esforços para doar a quem nada tem.  Que esse exemplo se multiplique porque se cada um de nós doássemos uma peça de roupa ou um agasalho que seja, com certeza conseguiríamos arrecadar milhares de peças e aquecer os mais necessitados”, disse.

Representando o secretário de Saúde, José Mauro Filho, a  superintendente de Vigilância em Saúde, Veruska Lahdo, parabenizou os servidores pela iniciativa e que mesmo o município enfrentando o epidemia de dengue foram solidários e decidiram se unir para ajudar o próximo.

“Estamos passando por um período bastante conturbado, onde sabemos que exige cada vez mais do trabalho dos agentes, porém, mesmo assim, eles tiveram a iniciativa de lançar essa campanha e isso nos faz refletir o quanto é importante conservar o sentido da união”, diz.

Estratégias de enfrentamento

Durante sua passagem pela coordenadoria, o prefeito Marquinhos Trad conversou com os supervisores e gerentes da coordenadoria  sobre as iniciativas de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Desde o início do ano, os agentes têm realizado mutirões aos fins de semana nos bairros com maior incidência e as equipes do fumacê passaram de três para 15. O efetivo foi ampliado graças ao emprego de sete novas camionetes recebidas via convênio com o Ministério da Saúde. Tais ações asseguraram uma queda significativa das notificações.

O mês de abril encerrou com uma redução de 1,3 mil casos notificados de dengue em Campo Grande, em relação a março.

No mês de março foram registradas 9.721 notificações já em abril o número caiu para 8.396 notificações, ou seja, 1.325 casos a menos. De janeiro ate agora foram registradas ao todo 27.417 notificações de dengue no Município, sendo 4.729 confirmadas e seis óbitos. Os casos de zika e chikungunya somam 301 e 145, respectivamente.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas