MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
25/07/2017
31 de maio de 2017 às 15h27 | Saúde

Testes rápidos reforçam sistema de diagnósticos para sífilis nas unidades de saúde de MS

O número de casos aumentou no Estado

Por: GOVMS

O índice nacional de Infecções Sexualmente Transmissíveis publicado no boletim epidemiológico pelo Ministério da Saúde apontam um aumento significativo no número de casos de sífilis em Mato Grosso do Sul. Nos últimos quatro anos o aumento de notificações mostram os resultados dos trabalhos voltados a ampliação dos sistemas de notificações da doença em todo Estado. De acordo com a Gerência Técnica do Programa Estadual de IST/AIDS, desde 2015 a Secretaria de Estado de Saúde (SES) vem ampliando a disponibilidade de testes rápidos e também a oferta de testagem para toda a população por meio da rede de atenção básica nos municípios.

O aumento de registros em Mato Grosso do Sul vem mostrando um cenário alarmante no quesito epidemiológico ao mesmo tempo em apresenta melhores resultados de um sistema de notificação mais eficaz. Para a gerente técnica do programa estadual de IST/AIDS, Daniele Martins, o sistema de registro da doença foi melhorado nos últimos dois anos, atuando principalmente na detecção de casos que fazem parte de uma epidemia oculta, que afeta não só Mato Grosso do Sul, como outros estados.

“Melhoramos muito o acesso aos testes rápidos, melhorando o diagnóstico da sífilis. Mas esta situação mostra que temos um cenário epidêmico oculto, com o número de notificações surgindo. A situação se torna preocupante pelo fato de nos últimos anos, cada vez mais, as pessoas estão deixando de usar preservativos e isso influencia não somente a sífilis como também em outras infecções sexualmente transmissíveis. Mesmo com a rede estruturada para poder atender a população, na maioria das vezes não há a procura, o que acaba comprometendo o diagnóstico e tratamento da doença”, destacou.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas