MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
23/07/2017
14 de maio de 2017 às 10h24 | Saúde

Vacinação contra a Gripe continua neste domingo em cinco unidades de saúde

Desse total, 35.562 são idosos com mais de 60 anos

Por: PMCG
Divulgação/PMCG

A Campanha de Vacinação contra a Gripe prossegue até o dia 26 de maio em Campo Grande e em todo o país. Neste domingo (14), a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) montou novamente esquema especial de plantão em cinco unidades de saúde: CRS Nova Bahia, CRS Coophavilla, CRS Tiradentes, CRS Aero Rancho e na Unidade Básica de Saúde (UBS) Coronel Antonino.  A vacinação ocorre de 7h30 as 11h e de 13h as 17h.

Ontem, dia 13 de maio, foi realizado o Dia D da Campanha de Vacinação contra a Gripe na Capital. A SESAU disponibilizou 68 pontos de vacinação para atender à população, sendo duas UPAs: Vila Almeida e Leblon, além do trailer instalado na Praça Ary Coelho – Centro de Campo Grande. O balanço quanto ao número de pessoas imunizadas no Dia D deve ser divulgado somente na segunda-feira (14).

Entre os dias 18 de abril e 10 de maio, a SESAU imunizou 76.189, conforme Boletim de Vacinação divulgado  na sexta-feira, dia 12, pela Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica (CVE).

Desse total, 35.562 são idosos com mais de 60 anos e 20.503 crianças de seis meses a menores de cinco anos. Já as gestantes representam 3.505, púerperas (mulheres até 45 dias após o parto), 778 e os profissionais da saúde somam 9.368 vacinados.

Neste ano o Ministério da Saúde inseriu os professores no grupo de risco e eles já somam 1.750 doses aplicadas. Os indígenas contabilizam 477 pessoas e funcionários do sistema prisional, 51, enquanto que os portadores de doenças crônicas, 4.250.

O Ministério da Saúde recomenda a vacinação para indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, as gestantes, as puérperas, os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade, os funcionários do sistema prisional e professores (público ou privado) do ensino básico, médio e superior.

Para receber a dose, todos devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação; e, a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira do conselho ou holerite; as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; e os indígenas: cadastro na SESAI.

Já os professores devem apresentar um holerite e os documentos obrigatórios para todos do grupo de risco. Os portadores de doenças crônicas precisam apresentar e deixar nas unidades de vacinação, cópia do laudo indicando a doença ou uma receita, ambos com carimbo e assinatura do médico.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas