Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2024

Operários da Volvo entram em greve em Curitiba

02 maio 2011 - 19h46

Cerca de 2 mil funcionários da montadora Volvo, instalada na cidade industrial de Curitiba, entraram em greve por tempo indeterminado nesta segunda-feira para protestar contra as condições de pagamento da PLR (Participação nos Lucros e Resultados). 
Hoje à tarde, os metalúrgicos da unidade da Volkswagen, na região metropolitana de Curitiba, também vão discutir uma possível paralisação pelo mesmo motivo. 
Na Volvo, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba, o motivo da greve é o valor do adiantamento da PLR: a montadora oferece R$ 5.500, a serem pagos ainda nesta semana. A categoria quer R$ 10 mil. 
Já na Volks, os trabalhadores exigem a equiparação da PLR com a das montadoras do ABC paulista. Eles pedem R$ 12 mil no total, com antecipação de R$ 6.000 para esta semana. 
A Volks não quis se pronunciar sobre a negociação. 
Já a Volvo disse considerar a greve "precipitada", porque este seria o primeiro dia de negociações. 
Para a montadora, a proposta do sindicato, de R$ 10 mil, é "despropositada". A empresa argumenta que houve um aumento de 13,3% na proposta da primeira parcela da PLR em relação ao ano passado, quando a Volvo pagou R$ 5.000 de antecipação --percentual acima da inflação para o período. 
Apenas a área administrativa da Volvo está em funcionamento hoje. Os operários do segundo turno da fábrica, que entram às 17h, ainda devem se reunir em assembleia para definir se aderem à paralisação.


 


Fonte: Conjuntura Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quer modificar o veículo? CTB prevê que customizações sejam autorizadas pelo Detran
Sala de acomodação sensorial garante espaço reservado para autistas no Bioparque Pantanal
Resiliência: Pantanal Sul-mato-grossense se revela um gigante cheio de vida
Parceria entre governos federal e de MS