Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2024

Vantagem em casa e heroísmo embalam final Corinthians x Santos

08 maio 2011 - 13h19

De um lado, uma considerável vantagem e um estádio praticamente inteiro a favor. Do outro, uma missão difícil, mas ao mesmo tempo desafiadora.


Em jogo, o título de campeão estadual. Esse é o cenário para Corinthians e Santos se enfrentam às 16h (hora de Brasília) deste domingo, no Pacaembu, na grande final do Paulista.


No Corinthians, confirmar o título é quase uma obrigação. Não faltam fatores favoráveis. Como tem melhor campanha e venceu o duelo de ida por 3 a 1 na Vila Belmiro, o time da capital pode perder por até dois gols de diferença. Além disso, conta com a força do Pacaembu, onde não perde há 24 jogos. Todos os ingressos foram vendidos.


"O Pacaembu não é um lugar comum para o Corinthians, é a nossa casa. É emprestada, mas é nossa casa. Lá o nosso torcedor comparece em número maior e tudo conspira a nosso favor. Dependendo do que fizermos em campo, o ambiente fica melhor ainda", avaliou Mano.


O Santos usa exemplos de superações anteriores para se fortalecer na decisão. Vagner Mancini admite a dificuldade em que o time se encontra, mas foca sua esperança na possibilidade de conseguir uma virada heroica e fazer história na decisão do Paulista. Adepto de encontrar diferentes ingredientes motivacionais, ele exalta a possibilidade de recuperação.


"Eu costumo usar bastante o motivacional nesses momentos. O jogador já está ciente daquilo que vai fazer na final. O motivacional entra pra completar o atleta. Qualquer notícia que sai na imprensa ou algo que achamos diferente, nós acabamos usando para energizar o grupo. Acredito na virada e saiba que entraremos fortalecidos para esse jogo", avisa o treinador santista, que apresentou ao elenco faixas e camisas com a frase "Corinthians, campeão invicto" para motivar o time.


O título paulista também tem peso pessoal importante para os dois treinadores. Representantes da nova geração, Mano e Mancini já colecionam alguns troféus, mas nenhum de elite obtido em times grandes do eixo Rio-São Paulo - Mancini conquistou a Copa do Brasil pelo Paulista, de Jundiaí, em 2005. Por isso, eles não querem desperdiçar a oportunidade que se apresenta.
"Ser campeão é a coisa mais gratificante. Para um técnico é importante qualificar seu trabalho com títulos, isso o coloca em outro patamar", opinou Mano, que ainda pode ficar marcado como o treinador que levou o Corinthians invicto à conquista do Paulista. O último que conseguiu tal feito foi o Palmeiras, em 1972.


"Eu estou vivendo um momento muito feliz na vida. Peguei o time e com 60 dias já estamos em uma decisão. Mas eu não conquistei sozinho. Os jogadores compreenderam que precisariam mudar a maneira de jogar para conseguir algo. Demos mais um passo, faltando o título", comenta Mancini, que estreou no Santos na nona rodada do Paulista. 


No Corinthians, o mistério feito por Mano ficou em torno de Ronaldo e Jorge Henrique. Ambos, contudo, treinaram normalmente nos últimos dias e devem ser titulares neste domingo, formando o setor ofensivo com Dentinho. Na defesa, Diego substitui o suspenso Chicão.


A semana de preparação no Santos foi de silêncio e sustos. O presidente do clube, Marcelo Teixeira, impôs "lei da mordaça" às vésperas da decisão. O momento é de trabalhar e não dar opiniões, sintetiza o dirigente.


Neymar, Kléber Pereira e Fábio Costa sentiram problemas físicos nas atividades da semana, no CT Rei Pelé, mas não houve gravidade em nenhum dos casos, e os três estão confirmados para o duelo no Pacaembu. Suspenso, Fabão cede vaga a Domingos. Recuperado de lesão, Souto deve começar no banco de reservas.



Data: 03/05/2009 (domingo); local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)Horário: 16h (de Brasília) Transmissão: Globo, Bandeirantes e Premiere Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho (SP) Auxiliares: Vicente Romano Neto (SP) e Giovani Cesar Canzian (SP) 


Corinthians: Felipe; Alessandro, William, Diego e André Santos; Cristian, Elias e Douglas; Dentinho, Ronaldo e Jorge Henrique (Morais); Técnico: Mano Menezes


Santos Fábio Costa; Luizinho, Domingos, Fabiano Eller e Triguinho; Roberto Brum, Germano (Rodrigo Souto) e Paulo Henrique Lima; Madson, Neymar; Kléber Pereira ; Técnico: Vagner Mancini 


 


Fonte: Uol.Esportes

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quer modificar o veículo? CTB prevê que customizações sejam autorizadas pelo Detran
Sala de acomodação sensorial garante espaço reservado para autistas no Bioparque Pantanal
Resiliência: Pantanal Sul-mato-grossense se revela um gigante cheio de vida
Parceria entre governos federal e de MS