Menu
Busca domingo, 14 de julho de 2024

ARCA: População tem acesso aos registros da história de Campo Grande

07 maio 2011 - 12h36


O maior acervo sobre a história da Capital Morena garante a preservação dos documentos privados de interesse público. Seu acervo – 198 metros lineares - reúne documentos textuais, impressos, plantas, mapas, projetos arquitetônicos, fotografias, filmes entre outros documentos que datam de 1905 a 1970.


Informações que registram a história administrativa, política social e cultural da cidade, o Arquivo Histórico de Campo Grande (Arca), criado oficialmente em 1991, é responsável pela guarda, preservação e difusão do patrimônio documental de órgãos e unidades funcionais públicas municipais. Para quem quiser consultar e pesquisar, a visitação no Arca é aberta de segunda a sexta-feira.

A idealizadora do projeto, Doralice Martins, que também é a responsável pelo Arca, ressalta que o acervo histórico de Campo Grande significa o fortalecimento democrático de franquear o acesso à informação a todo e qualquer cidadão. 
“O reconhecimento do direito de acesso à informação é o principio da transparência administrativa. Portanto, os direitos do cidadão têm como contrapartida os deveres da administração pública, no sentido de viabilizar o acesso às informações a todos quantos dela necessitem”, reforça Doralice. 



Resgate



Os documentos são provas inerentes aos fatos. O Arquivo Histórico de Campo Grande tem a missão de preservá-los como instrumentos de prova e informação. Quem visita o Arca tem a oportunidade de fazer uma retrospectiva desde a época da criação da cidade, saber quais eram as atividades econômicas no período, as primeiras famílias a se instalarem na região e, até mesmo, livros pretos que guardam os registros dos marcadores de gado dos fazendeiros que aqui viviam. 


O professor de história da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Valmir Batista Corrêa, destaca a riqueza de informações no local e chama atenção para a organização dos documentos. “Um arquivo histórico da cidade é uma das instituições mais importantes, já que evidencia a história do povo local, os costumes, as mudanças, o progresso. A rapidez com que a equipe do Arca localiza o material que precisamos é impressionante, visto que são inúmeras gavetas, caixas, prateleiras. É minuciosamente organizado e completo em informações e registros”.


ARCA


Direta ou indiretamente, o ARCA participa do processo arquivístico na administração municipal. Embora a coleta dos registros tenha começado em 1986, apenas no ano de 1991 passou a ser elaborada a Tabela de Temporalidade que determina o prazo de guarda e a destinação final dos documentos produzidos pela administração pública, cabendo à unidade orientar sua utilização e assumir a guarda da documentação de valor permanente. 


Por meio do acervo, são realizadas exposições de fotos históricas em galerias da cidade e escolas. Além disso, o Arca promove eventos especiais dentro da programação de aniversário de Campo Grande, em agosto. 


Em paralelo aos serviços inerentes a sua atribuição, o Arquivo Histórico de Campo Grande edita a revista ARCA, com distribuição em nível nacional e internacional. As publicações – 14 até agora – são um registro importante da memória coletiva da cidade.


Serviço 


Endereço do Arca: Rua Pedro Celestino, nº 1.378 – CentroAtendimento: Segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30Telefone: (67) 3314-3687
O acesso ao local é livre. Interessados podem ligar com antecedência para solicitar materiais específicos para pesquisa.


 


Ida Garcia/com informações CG Notícias

Deixe seu Comentário

Leia Também

Temperaturas permanecem amenas e quinta-feira tem probabilidade de chuva fraca a moderada
Julho das Pretas: governos de MS e Federal debatem ações afirmativas e promoção da igualdade racial
Saúde realiza monitoramento das estratégias de vacinação para pólio e sarampo em MS
Investimento na agricultura familiar sobe 130% em edital de extensão da Fundect