Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2024

Consulta Única atende mais de 80 mulheres no Indubrasil

23 julho 2014 - 16h57Por Mariana Rodrigues/Informações CG Notícias

 O projeto Consulta Única, desenvolvido pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), em parceria com o projeto de prevenção do câncer, do Hospital do Câncer Alfredo Abrão, esteve durante a tarde dessa terça-feira (22) em Indubrasil, onde atendeu mais de 80 mulheres da região, por meio do serviço móvel de atendimento em ginecologia. O ônibus oferece toda a estrutura de um consultório com sala de pequena cirurgia, de mamografia digitalizada e de coleta de preventivo. Hoje, o projeto atende no UBS Tiradentes, a partir das 13h.

A dona de casa Tereza da Silva, 52 anos, esperava ansiosa pelo atendimento. “Há muito tempo, não me consulto com um ginecologista, e a gente sabe dos problemas que isso pode causar para a saúde, principalmente quando se tem mais de 50 anos. Esse tipo de serviço gera incentivo para que as mulheres, assim como eu, não deixem de cuidar da própria saúde”, sugere Tereza. 

O trabalho itinerante, que consiste em prevenir o câncer do colo do útero e da mama, a fim de dar atenção especial às famílias com maior vulnerabilidade social, disponibiliza três médicos ginecologistas, um ultrassonografista, enfermeiras e psicólogas. A equipe, que realizará triagem para consultas, coleta de preventivo, ações educativas, orientação e encaminhamento para planejamento familiar, atenderá cerca de 75 mulheres diariamente. 

Todas as consultas realizadas no projeto devem ser previamente agendadas, pessoalmente, na unidade onde o atendimento acontecerá, conforme cronograma estabelecido pelo projeto. Tudo isso mediante a apresentação do cartão SUS (Sistema Único de Saúde). 

Sobre o câncer em população feminina - Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer do colo do útero é o terceiro tumor mais frequente na população feminina, atrás do câncer de mama e do colorretal, e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. Em 2011, mais de cinco mil mulheres morreram em decorrência da doença. Casos diagnosticados precocemente, se tratados adequadamente, têm praticamente 100% de chance de cura.

Serviço – Informações sobre o projeto Consulta Única e o cronograma de agendamento e atendimento pelo telefone 3301-4389.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ordem do Dia: Seis proposições são aprovadas pelos deputados estaduais
Saiba quais são os bairros que estão na rota do fumacê nesta quinta
Prefeitura entrega sede própria para Grupamento Especializado de Motopatrulhamento de Campo Grande
Café com os conselheiros regionais do centro acontece neste sábado (25)