Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2024

Sesau intensifica vacinas e testagens no Dia Mundial das Hepatites Virais nesta segunda

28 julho 2014 - 15h54Por Mariana Rodrigues/Informações CG Notícias

 Nesta segunda-feira (28), a Secretaria Municipal de Saúde Pública de Campo Grande, intensificará a vacinação de prevenção à hepatite B para pessoas com até 49 anos e ainda a testagem para diagnóstico das hepatites B e C, à população de Campo Grande. A ação é alusiva ao Dia Mundial das Hepatites Virais. As unidades que estarão intensificando as ações são Unidades de Pronto Atendimento Coronel Antonino, Universitário e Vila Almeida, centros regionais de Saúde Guanandy, Aero Rancho, Tiradentes e Moreninha, Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e Centro de Doenças Infecto-parasitárias (Cedip).

De acordo com a médica infectologista Andyane Tetila, coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Sesau, o objetivo da ação é efetivar diagnósticos precoces e informar a população que existe tratamento e, em muitos casos, a cura de determinadas hepatites. “É muito importante que a população procure realizar os seus testes, pois sabemos que existem muitos pacientes sem diagnósticos, principalmente por tratarmos de uma doença silenciosa”, ressalta.

Sobre as hepatites

De acordo com o Ministério da Saúde, entre as formas de transmissão das hepatites estão a fecal-oral (hepatite A), por contato entre indivíduos ou por meio de água ou alimentos contaminados pelo vírus. A hepatite do tipo B é uma doença infecciosa e considerada uma doença sexualmente transmissível. Entre as causas de transmissão estão relações sexuais sem camisinha com uma pessoa infectada, compartilhar material para consumo de drogas (seringas, agulhas, cachimbos), de higiene pessoal (lâminas de barbear e depilar, escovas de dente, alicates de unha ou outros objetos que furam ou cortam) ou de confecção de tatuagem e colocação de piercings, e/ou por transfusão de sangue contaminado.

Atualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza gratuitamente vacina contra a hepatite B em qualquer unidade de saúde para pessoas com até 49 anos, porém a imunização só é efetiva quando se toma as três doses, com intervalo de um mês entre a primeira e a segunda dose e de seis meses entre a primeira e a terceira dose.

O vírus da hepatite C, assim como o causador da hepatite B, está presente no sangue. Por se tratar de uma doença silenciosa, é importante consultar-se com um médico regularmente e fazer os exames de rotina que detectam todas as formas de hepatite. Dessa forma, o diagnóstico precoce da hepatite amplia a eficácia do tratamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ordem do Dia: Seis proposições são aprovadas pelos deputados estaduais
Saiba quais são os bairros que estão na rota do fumacê nesta quinta
Prefeitura entrega sede própria para Grupamento Especializado de Motopatrulhamento de Campo Grande
Café com os conselheiros regionais do centro acontece neste sábado (25)