Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2024

Placar indicará dias sem acidentes com mortes na Capital

11 maio 2011 - 17h44

Orientar, prevenir e ter motoristas conscientes ao volante, e principalmente com bom senso, respeito e educação.  Muitas vezes condutores apressados, intolerantes e imprudentes causam uma situação em fatalidade. É o que acontece a cada registro de um acidente no trânsito nas vias da capital.


A luta pela educação para o trânsito é de toda sociedade, por isso, órgãos ligados ao trânsito lançaram nesta manhã (11), na Cidade do Trânsito, no Parque das Nações Indígenas, nos altos da Afonso Pena, o projeto mundial “Década de ação pela segurança viária”. Uma das ações do projeto é um placar que indicará os dias sem acidentes de trânsito com vítimas fatais, em Campo Grande.


Conforme o projeto, todas as ações realizadas serão para reduzir os números de acidentes graves ou fatais no trânsito da Capital, seguindo a meta estabelecida pelo projeto global “Vida no Trânsito”. “A nossa meta é reduzir, anualmente, em seus por cento o número de acidentes graves ou com mortes e já estamos trabalhando para isso”, declarou diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Rudel Espíndola Trindade Júnior.


Rudel ainda detalhou que apesar de Campo Grande ocupar lugar entre as 10 capitais brasileiras com maior número de mortes no trânsito, Campo Grande tem apresentado uma queda progressiva e que será acelerada com as ações do GGIT. “Os resultados obtidos só foram possíveis graças às ações dos órgãos estaduais, municipais e das entidades de classe, já que nossos objetivos são claros e as ações preparadas para a realidade do trânsito na Capital”, avaliou.

“Desde o lançamento da Cidade do Trânsito, no último dia 29 de abril, mais de 10 mil crianças e adolescentes participaram de atividades lúdicas e educativas, além das explicações a profissionais ligados ao setor. Estes números já cumprem uma das metas do GGIT que é investir na educação, além de priorizarmos a fiscalização”, ressaltou o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MS), Eduardo Santos Pereira em relação a educação para um trânsito melhor.



Lançamento Placar -


Na ocasião do lançamento, também foi apresentado o placar que mostrará, diariamente, quantos dias a Capital do Estado não contabiliza mortes decorrentes de acidentes no trânsito. “O impacto de uma informação como esta é muito grande para a população, assim como as estrelas que identificam onde ocorreu uma morte por acidente. Queremos, posteriormente, ampliar a instalação de radares para locais com grande fluxo de pessoas, como shoppings, parques e região central da cidade”, adiantou Rudel informando que hoje (11) faz seis dias que não se contabiliza nenhuma morte por acidente em Campo Grande.


 


Ida Garcia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quer modificar o veículo? CTB prevê que customizações sejam autorizadas pelo Detran
Sala de acomodação sensorial garante espaço reservado para autistas no Bioparque Pantanal
Resiliência: Pantanal Sul-mato-grossense se revela um gigante cheio de vida
Parceria entre governos federal e de MS