Menu
Busca sábado, 22 de junho de 2024

Copa de 2018 mais adiantada que a do Brasil

21 janeiro 2012 - 22h04

A Rússia já está melhor preparada para sediar a Copa do Mundo de 2018 do que o Brasil, que sediará o evento em 2014, disse nesta sexta-feira o presidente da Fifa, Joseph Blatter.


"Posso lhe dizer que estamos mais, bem mais avançados [na Rússia]. Diria ainda que temos mais problemas no momento no Brasil do que... aqui", disse Blatter em entrevista coletiva.


O dirigente afirmou no mês passado que o Brasil ainda tem problemas em aeroportos, estradas e transporte público.


A Rússia conquistou o direito de sediar o evento esportivo pela primeira vez ao derrotar a Inglaterra e as candidaturas conjuntas de Portugal e Espanha e de Bélgica e Holanda em dezembro de 2010.


Blatter e o presidente da Uefa, Michel Platini, estão em São Petesburgo, na Rússia, para as comemorações do centenário da União Russa de Futebol.


NA FRANÇA


Questionado sobre a corrupção no futebol brasileiro, em uma entrevista ao jornal francês "Le Monde", Pelé disse: "Tem uma limpeza que precisa ser feita, mas não apenas no futebol brasileiro."


"Agora é um bom momento para limpar a Fifa, de cima a baixo".


A Fifa tem sido alvo constante de acusações de corrupção nos últimos anos, mais notavelmente sob a gestão do ex-chefe da Confederação Asiática Mohamed Bin Hammam, que foi banido definitivamente após ser acusado de receber propina enquanto se candidatava à sucessão do presidente da Fifa, Joseph Blatter, ano passado.


Bin Hamman se retirou da corrida e Blatter, que posteriormente despertou furor por causa de comentários sobre racismo, foi re-eleito sem oposição para um terceiro mandato.


Helton Verão/Com informações da Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

Centro de Convivência nos Jogos Escolares de MS promove novas amizades entre estudantes-atletas
Apoiada pela Msgás, Maratona de Campo Grande tem 3 mil atletas confirmados
Reeducandos de MS produzem bolas oficiais para campeonatos e atletas com deficiência visual
Para fomentar a economia, Sidagro atua em conjunto com o Consórcio Central no fortalecimento do SIM