Menu
Busca domingo, 14 de julho de 2024

EUA estão em "vigilância extrema" depois das ameaças da Al Qaeda

06 maio 2011 - 15h39


O governo dos Estados Unidos assegurou nesta sexta-feira (6) estar numa condição de "vigilância extrema" depois das ameaças da Al Qaeda de vingar a morte do líder da rede terrorista, morto por um comando americano no último domingo (1º).

O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, destacou o fato de que a Al Qaeda confirmou hoje a morte de seu líder, até então colocada em dúvida por alguns setores.

- Estamos muito conscientes da possibilidade de uma ação assim e estamos extremadamente vigilantes a respeito.

Além de confirmar a morte de seu líder, o grupo ameaçou vingá-lo, em uma declaração postada em fóruns jihadistas (que promovem a guerra santa islâmica) nesta sexta, informou o grupo de monitoração de sites islâmicos SITE Intelligence.

- Nós na organização Al Qaeda imploramos a Deus Todo-Poderoso por sua ajuda, apoio e determinação de continuar no caminho da Jihad, o caminho trilhado por nossos líderes e, acima deles, Xeque Obama.

A declaração promete que os EUA e seu povo "jamais gozarão da segurança enquanto nosso povo na Palestina não usufruir dela".


 


Karla Lyara/Fonte:R7

Deixe seu Comentário

Leia Também

Temperaturas permanecem amenas e quinta-feira tem probabilidade de chuva fraca a moderada
Julho das Pretas: governos de MS e Federal debatem ações afirmativas e promoção da igualdade racial
Saúde realiza monitoramento das estratégias de vacinação para pólio e sarampo em MS
Investimento na agricultura familiar sobe 130% em edital de extensão da Fundect