Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2024

Caixas-pretas do vôo MH17 indicam explosão de míssil

28 julho 2014 - 17h13Por Mariana Anjos / Fonte: Agência Brasil

As caixas-pretas recuperadas do avião da Malaysia Airlines que caiu no Leste da Ucrânia mostram que a queda se deveu a estilhaços da explosão de um míssil, divulgaram nesta segunda-feira (28) fontes de segurança ucranianas.

Investigadores internacionais "indicaram que os dados gravados sobre o voo mostram que a razão para a destruição e queda do avião foi uma descompressão explosiva devido a inúmeras perfurações pelos estilhaços da explosão de um míssil", anunciou Andriy Lysenko, porta-voz do Conselho de Segurança e Defesa da Ucrânia.

Os dados das caixas-pretas foram decodificados no Reino Unido, após os rebeldes pró-russos, que controlavam a área da queda, entregarem o material a oficiais malaios.

Agentes encarregados da investigação na Holanda, que perdeu 193 cidadãos no desastre, não confirmaram a mais recente informação de Kiev, acrescentando que estão "à espera de ter uma ideia mais completa do que aconteceu".

O voo MH17 da Malaysia Airlines foi abatido na região de Donetsk, no Leste da Ucrânia, uma região ocupada por insurgentes pró-russos, dia 17 de julho, após partir de Amsterdã, capital holandesa, com destino a Kuala Lumpur, capital da Malásia.

A Ucrânia e os seus aliados ocidentais acusaram os rebeldes de abater o avião, matando todas as 298 pessoas que seguiam a bordo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ordem do Dia: Seis proposições são aprovadas pelos deputados estaduais
Saiba quais são os bairros que estão na rota do fumacê nesta quinta
Prefeitura entrega sede própria para Grupamento Especializado de Motopatrulhamento de Campo Grande
Café com os conselheiros regionais do centro acontece neste sábado (25)