Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2024

Escola da ONU é bombardeada na Faixa de Gaza

30 julho 2014 - 15h13Por Mariana Anjos / Fonte: Agência Brasil

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina (Unwra) acusou Israel de atacar uma escola usada como refúgio, na Faixa de Gaza, onde crianças e seus pais dormiam na noite dessa terça-feira (29). A agência condenou o episódio considerado uma violação do direito internacional por parte das forças israelenses. “Crianças mortas durante o sono. Isso é uma afronta a todos nós, uma fonte de vergonha universal. Hoje o mundo está desgraçado”, disse comunicado da Unwra.

Segundo a agência, uma equipe foi ao local para colher evidências e a avaliação inicial é de que o Exército de Israel atacou a escola, onde 3,3 mil pessoas estavam refugiadas. Ainda segundo a Unwra é cedo para confirmar o número oficial de mortos, mas houve múltiplas mortes de civis, além de crianças, mulheres e guardas da ONU feridos. “São pessoas que foram instruídas pelo Exército israelense a deixar suas casas”, acrescenta a agência das Nações Unidas.

De acordo com a agência, o local preciso da escola, Jabalia Elementary Girls School, e o fato de abrigar milhares de pessoas foram informados ao Exército de Israel 17 vezes, para garantir proteção. Segundo a agência, o último comunicado foi feito às 20h50 de ontem à noite (horário local), poucas horas antes do bombardeio.

A Unwra acrescenta que essa foi a sexta vez que uma das escolas da ONU é atacada. Nesta quarta-feira (30), Israel anunciou uma trégua humanitária de quatro horas na operação militar na Faixa de Gaza. A trégua começou às 15h locais (9h em Brasília).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Summit Brazil-USA: Mato Grosso do Sul destaca política agroambiental e programa Carbono Neutro
Governo de MS envia insumos e equipe especializada para auxiliar no resgate de animais no RS
Operação Cosud: 333 pessoas presas e 3 toneladas de drogas apreendidas em MS
Avistar Brasil: MS participa do maior evento de observação de aves da América Latina