Rivemat
Divulgação Fácil
Menu
Busca segunda, 04 de julho de 2022

Em última reunião do ano, Conselho Estadual de Turismo do MS faz balanço e traça estratégias para 2021

23 dezembro 2020 - 11h42Por Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
O presidente da entidade, Marcelo Mesquita, ressaltou a importância das reuniões remotas para a segurança de todos, ainda devido à pandemia de coronavírus. O CET é composto por 19 das principais entidades do trade turístico no estado, incluindo a Fundação de Turismo de MS.

“Gostaria de agradecer à Fundação de Turismo de MS pelo excelente trabalho que foi realizado durante 2020, um ano bastante desafiador. Em momento nenhum houve esmorecimento da parte da Fundtur, que estruturou um caminho correto de retomada do turismo, mesmo nos momentos mais difíceis. Sempre houve uma palavra de ânimo junto ao empresariado e associações de classe. Tenho certeza absoluta que o que foi apresentado nessa última reunião sobre as estratégias para o ano de 2021 serão excelentes e assertivas, com materiais importantes para que realmente a gente possa impactar positivamente o nosso cliente, o público final e mesmo as operadoras e agências de viagens no Brasil e mundo afora”, ressalta Mesquita.

O diretor-presidente da Fundtur-MS, Bruno Wendling, também destacou que ainda há necessidade de conviver e trabalhar da melhor forma diante da situação atual de pandemia. “Teremos que ter um pouco mais de resiliência e fazer todas as adaptações possíveis para que a gente consiga dar continuidade ao nosso trabalho, afinal de contas a atividade turística já retomou e é uma realidade. Mas, naturalmente temos que ter ainda mais responsabilidade, pois a pandemia ainda não acabou, então continuamos trabalhando as linhas estratégicas com vistas na recuperação do setor, pautadas nas premissas de segurança, protocolo e monitoramento”.

Wendling destacou as ações importantes executadas em 2020, como o programa de manutenção de voos durante a pandemia e a captação de novos voos, o fortalecimento das Instâncias de Governança Regionais (IGRs), a descentralização de recurso com a publicação de editais de apoio, as campanhas de retomada do turismo, o posicionamento do estado para bem receber o público LGBT, o selo ‘Turismo Responsável’ e selo internacional “Safe Travels’, sendo o MS um dos primeiros estados do país a conquistá-lo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

No acumulado dos últimos 12 meses MS gerou mais de 40 mil novas vagas de emprego
Socorro do Governo de R$ 1,2 milhão para estudantes da Rede Estadual mantém tarifa de ônibus congela
Governo do Estado nomeia 201 aprovados no concurso público da Secretaria de Saúde
Estudo de viabilidade da ferrovia Malha Oeste avança e licitação pode sair no segundo semestre