Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2024

Estado e Ministério do Trabalho lançam ações de qualificação

14 maio 2011 - 15h06


Na próxima segunda-feira (16), às 14h, no auditório da Governadoria, o Governo do Estado e o Ministério do Trabalho e Emprego  lançam ações de qualificação social e profissional em Mato Grosso do Sul. São ações do Plano Setorial de Qualificação e do Plano Territorial de Qualificação. O evento conta com a presença do representante do Ministro do Trabalho e Emprego. 


As ações de qualificação social e profissional são fundamentais para fazer frente aos novos desafios de crescimento econômico do Estado, principalmente por Mato Grosso do Sul viver um ciclo virtuoso de desenvolvimento, em face de suas políticas de incentivos e diversificação da base econômica, destacando-se como um dos principais Estados brasileiros na geração de empregos. 

PlanSeQ Sucroalcooleiro

O Governo do Estado, por meio da Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab), em conjunto com a Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul, devido à expansão acelerada do setor sucroenergético identificaram e encaminharam ao MTE, as demandas de qualificação profissional, propondo o Plano Setorial de Qualificação – PlanSeQ Sucroalcooleiro, para atender 897 trabalhadores, a ser desenvolvido em 16 municípios do Estado, com um investimento de R$ 782.184,00. 

O Plano tem como objetivo qualificar trabalhadores oriundos do setor sucroalcooleiro, como desempregados que buscam entrar ou retornar à cadeia produtiva da cana-de-açúcar ou empregados que perderão seus postos de trabalho, devido a mecanização da colheita e vão necessitar de qualificação para permanecer no setor. 

Do total da meta, serão destinados 70% das vagas aos trabalhadores de empresas afetadas por processos de modernização tecnológica e outras formas de reestruturação produtiva; 30% para trabalhadores desempregados e 10% aos portadores de deficiência não impeditiva ao exercício da atividade laboral. No que se refere ao público desempregado, terão prioridade os trabalhadores cadastrados no Sistema Público de Emprego, Trabalho e Renda, por meio dos Centros Integrados de Atendimento ao Trabalhador.


Serão atendidos 565 trabalhadores na área industrial e 330 na área agrícola, por meio de cursos de qualificação profissional, com uma carga horária de 200 horas/aula - sendo 40 horas destinadas a conteúdos de cidadania e 160 horas a conhecimentos específicos, cuja execução será de responsabilidade do Instituto de Ensino Afonso Linares Prado, contratado pelo MTE para o desenvolvimento das ações em Mato Grosso do Sul.

Serão contemplados os municípios de Batayporã, Brasilândia, Caarapó, Chapadão do Sul, Costa Rica, Deodápolis, Dourados, Ivinhema, Maracaju, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Navirai, Rio Brilhante, Sidrolândia, Sonora e Vicentina.  


 


Karla Lyara/JusBrasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quer modificar o veículo? CTB prevê que customizações sejam autorizadas pelo Detran
Sala de acomodação sensorial garante espaço reservado para autistas no Bioparque Pantanal
Resiliência: Pantanal Sul-mato-grossense se revela um gigante cheio de vida
Parceria entre governos federal e de MS