Menu
Busca domingo, 14 de julho de 2024

OAB/MS questiona preservação do anonimato na Campanha do Desarmamento

13 maio 2011 - 17h51


Nesta sexta-feira (13) completa uma semana da campanha “Tire uma arma do futuro do Brasil”. A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS) questiona os procedimentos quanto à preservação do anonimato para quem participa da Campanha do Desarmamento. 

Segundo o presidente da OAB/MS, Leonardo Duarte as medidas são muito burocráticas, o que desestimula o cidadão a aderir à campanha. “Defendemos que o anonimato seja preservado e também que desobrigue aquele que vai entregar a arma preencha tanta ficha”, pondera.

Para Duarte a maneira como a campanha está sendo realizada, o cidadão fica com receio em ter sua identidade comprometida.

De acordo com AOB/MS, no início desta semana foi enviado um pedido ao Ministério da Justiça para que isso seja repensado, mas nenhuma resposta foi obtida até o momento.

Até o momento foram 25 armas entregues nas delegacias e superintendências da Polícia Federal de Mato Grosso do Sul.

Procedimento

Antes de entregar qualquer arma, o cidadão precisa retirar uma guia de trânsito no site da Polícia Federal (www.dpf.gov.br). Com a guia, o transporte da arma de fogo ao posto de recolhimento será feito de forma legal.

O proprietário ou possuidor de arma de fogo, acessório ou munição, que não tiver acesso à internet, poderá comparecer aos postos credenciados para pegar a Guia de Trânsito para transportar a arma que será entregue.

Conforme orientação do Ministério da Justiça é importante que a arma esteja descarregada e embalada. Se alguma munição também for entregue, deve ser transportada separadamente da arma.O interessado deverá, caso seja possível, levar o documento de registro da arma para o cancelamento no Sistema Nacional de Armas (Sinarm). 


 


Karla Lyara

Deixe seu Comentário

Leia Também

Temperaturas permanecem amenas e quinta-feira tem probabilidade de chuva fraca a moderada
Julho das Pretas: governos de MS e Federal debatem ações afirmativas e promoção da igualdade racial
Saúde realiza monitoramento das estratégias de vacinação para pólio e sarampo em MS
Investimento na agricultura familiar sobe 130% em edital de extensão da Fundect