Menu
Busca segunda, 15 de julho de 2024

Obras do PAC 1 já estão 65% concluídas em Corumbá

03 maio 2011 - 16h27

As obras de saneamento do PAC 1 (Programa de Aceleração do Crescimento) estão 65% concluídas em Corumbá, segundo a Sanesul, empresa responsável pela fiscalização e pela elaboração dos projetos de execução. O número corresponde aos trabalhos executados até o início do mês de abril de 2011 e abrange a implantação de redes de coleta de esgoto e a construção de duas novas Estações de Tratamento de Esgoto, dentre outras melhorias.


Desde o inícío das obras, a Sanesul está entre os líderes no ranking de execução do PAC em nível nacional. O ritmo atual assegurou a empresa o primeiro lugar na última avaliação feita pela Caixa Econômica Federal. “Apesar das dificuldades para a execução das obras em Corumbá, onde o solo rochoso precisa de um trabalho especial para que a tubulação seja implantada, a Sanesul está cobrando que as empreiteiras trabalhem no melhor ritmo possível. Eventuais problemas serão corrigidos e os benefícios gerados pelas obras serão sentidos pela população por muito tempo”, esclarece o presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa.


No município, é preciso usar explosivos para escavar as valas em que são colocados os tubos de esgoto. Por esse motivo, a obra é mais lenta, pois é preciso garantir a segurança no trabalho. Além disso, o trabalho de remoção das pedras e de recomposição do solo, após a colocação dos tubos, demora mais do que em locais onde não há rochas no solo.


Dentre as etapas da obra que já estão concluídas estão a implantação de mais de 220 quilômetros de novas redes de esgoto, além da construção da ETE Olaria, que já entrou em pré-operação. A ETE Maria Leite está em fase final e deve ser concluída nos próximos meses. As estações de tratamento de esgoto vão assegurar que todo o esgoto coletado pela Sanesul seja tratado e devolvido ao meio ambiente sem causar poluição.


Também estão sendo executadas as construções de estações elevatórias de esgoto e de linhas de recalque nos bairros Guarani e Aeroporto e nas proximidades da prefeitura, da Escola Tilma Fernandes, do Areeiro Porto Limoeiro, da Esplanada do Nob e das ruas General Dutra, Minas Gerais, Dom Pedro II, Ciriaco de Toledo e Firmo de Matos, além da construção de um emissário final.


Até o início das obras, Corumbá não possuía sistema de tratamento de esgoto e as ligações existentes foram feitas clandestinamente à rede pluvial (que coleta água das chuvas). “As obras de saneamento estão garantindo que esse panorama vai mudar”, explica José Carlos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Temperaturas permanecem amenas e quinta-feira tem probabilidade de chuva fraca a moderada
Julho das Pretas: governos de MS e Federal debatem ações afirmativas e promoção da igualdade racial
Saúde realiza monitoramento das estratégias de vacinação para pólio e sarampo em MS
Investimento na agricultura familiar sobe 130% em edital de extensão da Fundect