Menu
Busca sábado, 22 de junho de 2024

Esposa passa mal e pescador “escapa” de prisão em flagrante

31 janeiro 2012 - 12h47

A esposa de um assentado de 60 anos passou mal quando o idoso foi autuado por pesca predatória nesta segunda-feira (30), na região do Barreirão, em Rochedo, a 89 quilômetros de Campo Grande. A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira (31) pela Polícia Militar Ambiental.


A autuação ocorreu depois de uma denúncia feita aos policiais militares ambientais de Campo Grande e do Posto Avançado da Cachoeira do Sossego. Depois de várias tentativas frustradas, os policiais foram até o local sem farda, localizaram o homem e se identificarem como prováveis compradores de pescado e donos de peixarias.


O assentado estava com 24 kg de peixes, com sinais de captura por petrechos proibidos e exemplares fora da medida permitida. No entanto, no momento da prisão do pescador, a esposa, também idosa começou a passar mal e foi encaminhada para o Posto de Saúde de Corguinho.


O médico informou que a mulher teria que ter acompanhamento, e, por isso, o idoso não foi preso em flagrante. No entanto, o autor foi autuado administrativamente, multado em R$ 1.180 e informado que será processado por crime ambiental. A pena para o crime é de 1 a 3 anos de detenção.


Adriana Oliveira

Deixe seu Comentário

Leia Também

Centro de Convivência nos Jogos Escolares de MS promove novas amizades entre estudantes-atletas
Apoiada pela Msgás, Maratona de Campo Grande tem 3 mil atletas confirmados
Reeducandos de MS produzem bolas oficiais para campeonatos e atletas com deficiência visual
Para fomentar a economia, Sidagro atua em conjunto com o Consórcio Central no fortalecimento do SIM