Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2024

PMA autua carvoeiro em R$ 4,5 mil por explorar madeira e provocar incêndio

24 julho 2014 - 11h59Por Mariana Rodrigues/Informações PMA
Compartilhar

 Neste período seco, a Polícia Militar Ambiental realiza trabalhos preventivos em todo o Estado, no sentido de minimizar os problemas relativos aos incêndios, especialmente nas áreas rurais, que são comuns para renovação de pastagem. Este tipo de ocorrência, bem como a exploração de madeira tem se destacado e, por esse motivo, existe uma atenção especial para a prevenção dessas infrações e a PMA já realizou algumas autuações.

Ontem à tarde, Policiais Militares Ambientais de São Gabriel do Oeste (MS) realizaram fiscalização em uma propriedade rural, no município de Camapuã (MS) e localizaram um incêndio em uma pastagem nas proximidades de uma carvoaria. Medida com uso de GPS, a PMA verificou a queima de área de 3 hectares. O proprietário da carvoaria informou que o incêndio teria sido causado por faísca de escapamento de um veículo.

Em outro ponto da fazenda, próximo a área incendiada, os policiais localizaram 49 árvores derrubadas, pelo carvoeiro, em área de 5 hectares,  para a exploração da madeira na confecção de carvão. O carvoeiro, de 47 anos, residente em Camapuã, que não era proprietário da fazenda, mas arrendava a área, foi responsabilizado por ambas as infrações. Ele foi autuado administrativamente e multado em R$ 4.500.00. O infrator responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá receber pena de seis meses a um ano de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ordem do Dia: Seis proposições são aprovadas pelos deputados estaduais
Saiba quais são os bairros que estão na rota do fumacê nesta quinta
Prefeitura entrega sede própria para Grupamento Especializado de Motopatrulhamento de Campo Grande
Café com os conselheiros regionais do centro acontece neste sábado (25)