Menu
Busca terça, 23 de julho de 2024

Governador se reúne com ministro e pede adequação dos aeroportos

04 maio 2011 - 14h21


 


 O governador André Puccinelli cumpre agenda nesta quarta-feira (4) em Brasília. Agora de manhã ele se reuniu com o Ministro de Estado Chefe da Aviação Civil, Wagner Bittencourt de Oliveira,  a audiência que também conta com a presença da vice governadora, Simone Tebet, é para solicitar ajuda de adequação dos aeroportos de Mato Grosso do Sul, como reformas do aeroporto de Três Lagoas, que fica há 350 km da Capital, aeroporto Internacional de Campo Grande e o aeroporto anta Maria. Antes da viagem a Brasília, o  governador André Puccinelli recebeu nesta terça-feira (3) a visita de representantes da Passaredo Linhas Aéreas composta pelo diretor de Relações Institucionais, Ajauri Barros de Melo e pelo diretor de Planejamento, Ricardo Luiz Merenda da Silva. O grupo entrou com pedido de autorização junto à Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar linha comercial entre Três Lagoas e São Paulo.  A companhia opera com sede na cidade de Ribeirão Preto, São Paulo, aguarda a autorização da Anac, além da homologação do Aeroporto Municipal Plínio Alarcon para dar início aos vôos em Três Lagoas.  Conforme o grupo já está tramitando outro pedido ligando a cidade de Campo Grande à Goiânia passando por Guarulhos e Uberlândia, num vôo diário, de segunda à sexta-feira.  “Temos na Anac vôos a partir de Campo Grande vindo de outros Estados e mais quatro ou cinco cidades que é do nosso e do interesse de Mato Grosso do Sul. Somos uma empresa que voamos com aviões de fabricação nacional, de ponto a ponto, sem escalas intermediárias e faz com que o usuário saia e chegue no mesmo dia sem despesas adicionais”, disse o diretor de Relações Institucionais, Ajauri Barros de Melo, que ainda acrescentou que  o crescimento de Mato Grosso do Sul que atrai diversas indústrias é um dos fatores que desperta o interesse do grupo. 


            Voos


O diretor de Relações Institucionais informou ainda que os vôos serão feitos num jato Embraer ERJ 145 com 50 assentos com velocidade de 850 km/h. “Queremos operar em Três Lagoas desde que o aeroporto tenha as condições de segurança para a operação aérea”, afirmou Ajauri Barros de Melo.  De acordo com o governador André Puccinelli o aeroporto de Três Lagoas já estará homologado até o primeiro semestre do ano que vem. “Assim como fizemos no aeroporto de Bonito como o cercamento, o balizamento noturno, a sessão contra incêndios entre outras ações vamos fazer com o de Três Lagoas”, garantiu. Ele mostrou aos representantes do grupo o plano estratégico do Estado que envolve a homolagação de aeroportos para o desenvolvimento do Estado. Presente na reunião, a vice-governadora, Simone Tebet disse que já estão assegurados recursos para a construção do receptivo do aeroporto de Três Lagoas e 90% do cercamento já foi feito. “Três Lagoas conta com uma fábrica de celulose, a  International Paper, a JBS, sem contar com a demanda das empresas de pequeno e médio porte que precisam de vôos toda a semana”, salientou.  A empresa Passaredo Linhas Aéreas tem cerca de 800 funcionários e opera vários destinos nas regiões Sudeste, Sul, Centro-oeste, Norte e Nordeste.


 


Ida Garcia/Da Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quer modificar o veículo? CTB prevê que customizações sejam autorizadas pelo Detran
Sala de acomodação sensorial garante espaço reservado para autistas no Bioparque Pantanal
Resiliência: Pantanal Sul-mato-grossense se revela um gigante cheio de vida
Parceria entre governos federal e de MS