Menu
Busca terça, 25 de junho de 2024

Aprosoja quer antecipar fim do vazio sanitário

26 janeiro 2012 - 15h06

Durante a 16ª edição da Showtec, membros da Associação de Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja), dos sindicatos rurais de Dourados e Maracaju e da Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) se reuniram em Maracaju.


Entre os assuntos debatidos, as entidades discutiram sobre a formalização de pedido ao governo do Estado para mudança nos prazos do vazio sanitário em Mato Grosso do Sul.


De acordo com o presidente da Aprosoja no Estado, Almir Dalpasquale, é preciso trabalhar com as mesmas datas que Paraná e Mato Grosso para evitar problemas com a ferrugem asiática e até mesmo para aproveitar condições climáticas favoráveis que podem beneficiar o agricultor.


No Mato Grosso do Sul o vazio compreende o período de entressafra, de 1° de julho a 30 de setembro. Nos dois estados vizinhos o fim do vazio acontece no dia 15 de setembro. Com isso, os produtores paranaenes e mato-grossenses iniciam o plantio da soja antes que os sul-mato-grossenses. Se eles tiverem casos de ferrugem asiática o risco da doença entrar no nosso Estado é maior.


O vazio sanitário foi adotado no Brasil em 2006 para prevenir o avanço do fungo causador da ferrugem asiática, principal problema para perdas de soja no país. São 12 estados que adotam o manejo que tem período diferenciado em algumas regiões.


Adriana Oliveira/Com informações da assessoria

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lei: Semana de Conscientização sobre a Cardiopatia Congênita é instituída em MS
Semana começa com Funtrab oferecendo 4,4 mil vagas de emprego em todo o Mato Grosso do Sul
Em projeto para "60+" apoiado pelo Governo de MS,
Bombeiros combatem incêndios florestais perto da Estrada Parque e em Porto Murtinho