Rivemat
Divulgação Fácil
Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021

Agilidade do Estado na distribuição de vacinas garante cumprimento de metas em Corumbá

Com redução gradativa do número de óbitos e contaminados por Covid-19, em desaceleração após alta taxa de letalidade no início da pandemia, no ano passado, Corumbá é um exemplo da eficácia do sistema de logística e vacinação contra o vírus.

07 abril 2021 - 06h44Por Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Planejado pelo Governo do Estado em ações integradas com os municípios. As metas estão sendo cumpridas, com aplicação de todas as doses enviadas pelo Ministério da Saúde nos grupos prioritários.

A rápida distribuição das vacinas pelo Governo do Estado aos municípios tem sido primordial para dar maior agilidade na imunização em massa da população, segundo o secretário de Saúde de Corumbá, Rogério Leite. “O planejamento é tudo e a secretaria estadual de Saúde está de parabéns, em menos de 12 horas recebemos essa vacina e conseguimos cumprir à risca o Plano Nacional de Imunização. Uma ação em conjunto louvável”, disse.

Esta semana o município finaliza a aplicação da primeira dose da vacina Coronavac em idosos com mais de 63 anos e portadores com síndrome de Down, profissionais das forças de segurança pública, pessoas em tratamento oncológico, que fazem hemodiálise e que possuem lúpus, além de grupos transplantados de órgãos sólidos ou de medula óssea, portadores de anemia falciforme, síndromes genéticas com alterações cromossômicas e paralisia cerebral.

Olhando pelo povo

A dona de casa Sandra Maria Silva, 52, se emocionou ao tomar a segunda dose na manhã desta terça-feira, no ginásio poliesportivo, onde a prefeitura mantém atendimento diário no sistema drive thru e aplicação individual. Ela possui lúpus e se sente agora aliviada: “Graças a Deus, estou muito feliz e grata ao nosso governador Reinaldo Azambuja, que está olhando pelo povo, fazendo o melhor para nos ajudar agora com esse benefício de 200 reais”.

A vacinação transcorre de forma rápida, sem aglomeração, com as pessoas que não optaram pelo drive thru permanecendo menos de uma hora no ginásio. O casal Gedida dos Santos, 69, e Aparecido Carneiro, 79, receberam também a segunda dose da Coronavac e em seguida se higienizaram. “A gente se sente mais aliviada com a vacina, mas é preciso tomar muito cuidado. Estamos agradecidos ao nosso governador”, diz dona Gedida, moradora do bairro do Cristo.

Também convivendo com o lúpus, doença autoimune ainda sem cura, a pensionista Deolinda Ferraz, 61, estava duplamente feliz: tomou a segunda dose e tem fé em Deus que conseguirá se inscrever no Programa Mais Social, lançado pelo governador Reinaldo Azambuja, que beneficiará 100 mil famílias carentes do Estado. “Tenho rezado muito por ele, por ajudar os mais pobres e nos proporcionar essa vacina. Eu estava com medo, agora estou segura”, comentou.

Ação conjunta da rede

Ao visitar o centro de vacinação, o prefeito corumbaense Marcelo Iunes parabenizou o pessoal da saúde pela dedicação e rapidez no atendimento e também destacou a resolutividade da rede estadual de saúde, sob o comando da secretaria estadual de Saúde, no enfrentamento da pandemia e na sustentação das ações de prevenção e promoção à saúde da população. “Essa ação conjunta com os municípios tem nos levado ao sucesso no controle da doença”, frisou.

Iunes ressaltou a decisão do Governo do Estado de reclassificar Corumbá como bandeira laranja, no cenário de grau de risco da doença por município, permitindo a flexibilização de acordo com o novo Decreto do toque de recolher. Ele disse que a prefeitura se preparou para enfrentar a pandemia, reestruturando a Santa Casa com mais leitos, contratou novos profissionais de saúde e ampliou a capacidade de produção da usina de oxigênio do hospital.

Boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira pela secretaria estadual de Saúde registra seis novos casos de Covid-19 em Corumbá nas últimas 24h, com zero óbito – total de 313 mortes, com taxa de letalidade de 2,8%. A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensa) está em 92%, incluindo a cidade de Ladário. O município já vacinou 18.165 pessoas, a maioria (12.917) idosos com mais de 63 anos, incluindo as duas doses.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Congresso analisa vetos sobre vacinas, pacote anticrime e auxílio na segunda
Governo institui Plano Estadual de Manejo Integrado do Fogo para prevenir e combater incêndios.
Em evento híbrido, governo forma 254 novos sargentos da Polícia Militar
Farmacêutico e agente de farmácia são convocados em processo seletivo do HRMS