Rivemat
Divulgação Fácil
Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021

Hemosul orienta sobre intervalos entre vacinas e doação de sangue

Duas campanhas de imunização ocorrem simultaneamente em todo Brasil: a da Covid-19 e a da gripe.

13 abril 2021 - 07h53Por Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Além de administrar o intervalo recomendado entre as doses, a Rede Hemosul orienta sobre o tempo de espera para quem tomou as vacinas doarem sangue.

“O cenário ideal é que nossos doadores compareçam as unidades da Rede Hemosul e façam a doação antes de tomar a vacina, mas caso não seja possível, é importante observar os intervalos recomendados pela legislação de sangue no Brasil”, destaca a coordenadora da Rede Hemosul, Marli Vavas.

O intervalo entre a vacinação e a doação é uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), válida para todos os serviços de hemoterapia e hemocentros do País, e tem objetivo de garantir maior segurança para os pacientes.

Vacina H1N1

A recomendação do Hemosul é que o cidadão que receba a vacina contra a gripe espere 48 horas (dois dias) fazer a doação na capital ou nas unidades da Rede Hemosul no interior do Estado. A Campanha de Imunização contra a Influenza em Mato Grosso do Sul começou no dia 12 de abril e vai até 9 de julho. 

Vacina Coronavac

Pessoas pertencentes aos grupos que recebem a vacina Coronavac, produzida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, podem doar sangue após 48h (dois dias). A regra é válida tanto para primeira quanto para segunda dose do imunizante.

Vacina AstraZeneca

Diferente das outras vacinas, H1N1 e Coronavac, o prazo para quem receber a vacina AstraZeneca doar sangue é de 7 dias (168 horas) após a aplicação. Esse tempo de espera varia de acordo com a produção do imunizante. 

Para pessoas contempladas no grupo prioritário para a influenza e que ainda não foram vacinadas contra a COVID-19, a Secretaria de Estado de Saúde recomenda que seja priorizada a administração da vacina COVID- 19. Outro ponto importante é que nestes casos, deve-se agendar a vacina influenza respeitando o intervalo mínimo de 15 dias entre as vacinas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pantaneiros destacam efetividade do Estado no combate aos incêndios florestais
Fundação do Trabalho oferta 1.953 vagas de emprego em Mato Grosso do Sul
Operação Fronteiras e Divisas I: MS do Sul é responsável por mais de 50% das drogas apreendidas
Novas leis estaduais promovem educação e bem estar econômico-social em MS