Menu
Busca segunda, 15 de julho de 2024

SESAU prorroga Campanha de Vacinação contra Gripe

13 maio 2011 - 18h36

Em algumas cidades do Mato Grosso do Sul, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi prorrogada por mais uma semana, entre elas, Campo Grande. A meta de 80% ainda não foi atingida na Capital. Conforme informações da Secretaria Municipal de Saúde, SESAU, até está quinta-feira (12), cerca de 63% do público alvo foi vacinado. Crianças com mais de seis meses até dois anos, indígenas, idosos, profissionais da saúde e gestantes têm até o dia 20 de maio para procurar um posto de saúde e se imunizarem.


O posto volante, montado na praça Ary Coelho, vai funcionar somente até esta tarde (13), às 17h. Na próxima semana a vacina será oferecida somente nos postos, onde a procura é maior, segundo a SESAU.


Em Mato Grosso do Sul, a meta da Secretaria de Estado de Saúde é imunizar 421.902 pessoas e até ontem, um total de 225.348 já haviam sido vacinadas, o que corresponde a uma cobertura de 53,41%. Em todo o País, a meta é vacinar pelo menos 80% da população alvo – o que significa 24 milhões de pessoas.  


De acordo com os dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização, no Estado de Mato Grosso do Sul já receberam vacina 33.397 crianças de seis meses a menores de 12 anos de um total da meta de 61.841 perfazendo 54% de cobertura vacinal. Em relação ao grupo de trabalhadores de saúde já foram imunizados 17.610 de um total de 28.252 pessoas, o que corresponde a cobertura de 62,33%. No grupo prioritário dos indígenas, do total de 68.883 já foram imunizados 35.745 índios perfazendo 51,89%. Em relação aos idosos, 125.928 pessoas já receberam a vacina de uma meta de 222.650 numa cobertura de 56,56%.          


Segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), as gestantes aparecem no quadro como as que menos procuraram a vacina nos postos com uma cobertura vacinal de 31,45% - sendo 12.668 mulheres imunizadas de uma meta total de 40.276 pessoas. Gestantes correm o risco de ter pneumonia e com isso precisam tomar antibióticos havendo também a possibilidade de ter um parto prematuro.


De acordo com o Ministério da Saúde, as únicas contraindicações são para pessoas com alergia severa à proteína do ovo ou a doses anteriores da vacina contra a gripe. Essas pessoas não devem se vacinar. Para pessoas que apresentam doenças agudas febris moderadas ou graves no momento da vacinação, recomenda-se que a vacinação seja adiada até a resolução do quadro.           


 


Ceyd Moreles


Deixe seu Comentário

Leia Também

Temperaturas permanecem amenas e quinta-feira tem probabilidade de chuva fraca a moderada
Julho das Pretas: governos de MS e Federal debatem ações afirmativas e promoção da igualdade racial
Saúde realiza monitoramento das estratégias de vacinação para pólio e sarampo em MS
Investimento na agricultura familiar sobe 130% em edital de extensão da Fundect