Divulgação Fácil
Rivemat
Menu
Busca segunda, 04 de julho de 2022

Audiência pública nesta quarta-feira discute concessão de três rodovias em MS

Para garantir melhores condições de trafegabilidade das rodovias, acelerar e incentivar os investimentos em rotas importantes para escoamento das produções, a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) realiza nesta quarta-feira (18)

18 maio 2022 - 08h48Por PORTAL DO GOVERNO DE MS

Uma audiência pública para colher sugestões e contribuições para o aprimoramento do projeto de concessão destinado à adequação de capacidade, reabilitação, operação, manutenção e conservação das rodovias MS-112 e trechos das BR-158 e BR-436. 

O prazo de concessão é de 30 anos, atendendo os municípios de Cassilândia, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Inocência, Selvíria e Três Lagoas e beneficiando uma população de 230 mil habitantes. A região atendida tem como atividades econômicas a agropecuária, silvicultura e indústrias frigoríficas, de celulose e de açúcar. A estimativa de investimento é de R$ 3,11 bilhões.

De acordo com o Escritório de Parcerias Estratégicas (EPE), além de garantir segurança e conforto aos usuários, a concessão deve reduzir substancialmente o número de acidentes, gerar mais de 2,5 mil empregos diretos e indiretos, diminuir o tempo de deslocamento e dos custos com a manutenção dos veículos, gerar novas oportunidades de negócios na região e uma economia estimada em R$ 3 milhões ao ano, que é o valor investido atualmente na manutenção da rodovia.

São 413,9 quilômetros de extensão (incluído os 3,7 km da ponte rodoferroviária). A MS-112 vai do entroncamento com a BR-158, em Três Lagoas, até o entroncamento com a mesma rodovia federal, em Cassilândia, em uma extensão de 200,9 km. Já o trecho da BR-158 em concessão segue da Rodovia MS-306 (Cassilândia) até o entroncamento com a rodovia MS-444 (Selvíria), totalizando 194,9 km. E o da BR-436, do entroncamento com a rodovia BR-158, em Aparecida do Taboado, até o término da ponte rodoferroviária, em uma extensão de 18,10 km. 

Além de implantar acostamentos e dispositivos de retorno, terceira faixa e alargar pontes, entre outros investimentos, a empresa concessionária deverá oferecer socorro mecânico, médico, inspeção de tráfego, combate a incêndios, apreensão de animais e implantar seis Postos de Atendimento ao Usuário. 

As rodovias contarão ainda com um centro de controle, responsável por operar 255 câmeras, interligadas por uma rede de fibra óptica, que realizarão a cobertura, em tempo real, de 100% das rodovias, além de 12 painéis fixos e três móveis de mensagens variáveis, sistema de controle de velocidade com 14 radares fixos e sistema móvel de pesagem de veículos, entre outros.

O critério de julgamento da licitação é a maior oferta de outorga da concessão, sendo que os recursos serão revertidos ao Fundersul para a manutenção da malha rodoviária estadual. A estimativa de tráfego na MS-112 e nos trechos das BR-158 e BR-436 no primeiro ano é de 19.500 veículos por dia.

Serviço - A audiência pública terá início às 14 horas (Mato Grosso do Sul), de forma remota por meio da internet. A participação é aberta a todos e se dará por meio de preenchimento do formulário para acesso pelo link disponível no site da TVB3 http://tvb3.com.br/home. Regulamento e mais informações sobre a audiência pública estão disponíveis no site https://www.epe.segov.ms.gov.br/.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

No acumulado dos últimos 12 meses MS gerou mais de 40 mil novas vagas de emprego
Socorro do Governo de R$ 1,2 milhão para estudantes da Rede Estadual mantém tarifa de ônibus congela
Governo do Estado nomeia 201 aprovados no concurso público da Secretaria de Saúde
Estudo de viabilidade da ferrovia Malha Oeste avança e licitação pode sair no segundo semestre