Rivemat
Divulgação Fácil
Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021

Com atenção a drenagem e meio ambiente, Estado reconstrói a MS-382, a Rodovia do Ecoturismo

Em execução deste o mês de agosto, a obra de revitalização do trecho de 52 km da rodovia MS-382, entre as cidades de Guia Lopes da Laguna e Bonito, principal acesso a Capital do Ecoturismo, está transformando uma via essencialmente ecológica e segura.

02 outubro 2021 - 08h11Por Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

A recuperação da importante estrada, autorizada pelo governador Reinaldo Azambuja, atende ao intenso fluxo turístico à região e também ao escoamento da produção agrícola, que se expande com a soja.

Os contratos assinados pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) com a empreiteira LCM Construção e Comércio compreendem a dois lotes, com prioridade para o primeiro, de 25 km, a partir do trevo da MS-382 com a BR-060, onde foi instalado um dos canteiros da obra. Serão investidos R$ 50,2 milhões, recursos do Fundersul, com prazo de entrega de 450 dias (dezembro de 2022).

 

Pavimentação deteriorada está sendo refeita, tornando a via de alto padrão

A restauração do trecho da MS-382 integra o pacote de 11 obras rodoviárias lançado pelo governador, dentro do Programa Governo Presente, com investimentos de R$ 376 milhões. O pacote prevê a pavimentação e recuperação de 296 km de estradas, em diferentes regiões do Estado, como a ligação asfáltica da mesma MS-382, entre Guia Lopes da Laguna, Antônio João e Ponta Porã (MS-270 e MS-166).

“São obras e investimentos que vão contribuir com o turismo e escoamento da produção, melhorando o transporte local e o acesso aos municípios, além de propiciar um trânsito mais seguro para quem trafega pela região”, afirma Reinaldo Azambuja. O governador lembrou que a chegada da infraestrutura também amplia a Rota Bioceânica, interligando as regiões sul e sudoeste à Porto Murtinho, e ampliando caminhos aos destinos turísticos.

 

Condição atual da pista: ondulações

 

Implantação de bueiros

 

Máquinas reconstroem o asfalto

Rodovia do Ecoturismo

Para o secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel, a reestruturação do sistema viário do Estado é fundamental para atender as demandas crescentes do setor do agronegócio e do turismo. “Acreditamos que o desenvolvimento acontece a partir dos investimentos nas cidades em infraestrutura. Por isso, o Estado segue parceiro, destinando recursos para todos os setores”, ressalta.

A melhoria do tráfego no trecho de 52 km da MS-382 era uma antiga reivindicação das lideranças políticas e do trade turístico da região da Serra da Bodoquena. Há dois anos o governador Reinaldo Azambuja finalizou a pavimentação da MS-178 (Estrada do Curê), entre a MS-382 e a BR-060, e em 2020 entregou 7 km da MS-382, entre Bonito e a entrada para a Gruta do Lago Azul.

 

Recuperação da pavimentação beneficia também o escoamento da produção agropecuária, que se expande na região

O início da obra de reconstrução alcançou grande repercussão na região. O prefeito de Bonito, Josmail Rodrigues, agradeceu o governador Reinaldo Azambuja e o secretário Eduardo Riedel pelo investimento na cidade: “é mais um compromisso sendo cumprido, nos entregando brevemente uma rodovia de alto padrão mundial, com drenagem, passagens de animais. Será uma nova Rodovia do Ecoturismo”.

Para o diretor-presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), Bruno Wendling, o Governo do Estado vem cumprindo sua parte no fomento ao turismo e aos negócios com a implantação de infraestrutura viária aos principais destinos turísticos, como Bonito e Pantanal. “O acesso é fundamental, fortalece o turismo, gera confiabilidade no empresário nesse momento de pandemia”, disse.

 

Investimento do Estado em infraestrutura atende demandas do turismo em um dos principais destinos de MS

Drenagem tem reforço

A movimentação de máquinas e operários é intensa na MS-382, a partir de Guia Lopes da Laguna, com interrupções momentâneas do tráfego para execução dos serviços. A pista deteriorada exigirá a reconstrução em alguns trechos de ondulação, infiltração e buracos, além da instalação de sete blocos de bueiros e galerias para escoamento de água e correção da drenagem.

 

Obra será concluída no fim do próximo ano

O projeto de restauração será executado em três etapas reestruturação de toda a base, dando maior resistência a estrutura para receber o tratamento superficial duplo e, finalmente, a camada de pavimentação asfáltica. Cada trecho concluído terá sinalização provisória para garantir a segurança em uma via de grande fluxo, informou o engenheiro Max Fernandes Oliveira, responsável pela obra.

Com atenção especial ao sistema de drenagem de águas pluviais, o projeto foi dimensionado para a construção de dois drenos longitudinais profundos, de 440m e 160m, um dos quais já concluídos.  Nessa primeira etapa, a obra segue com quatro frentes de trabalho, envolvendo 80 operários e 40 equipamentos. A execução do segundo lote, de 27 km, foi autorizado neste sábado (2)a pelo governador Reinaldo Azambuja.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governo do Estado dá início a construção de quatro pontes em áreas estratégicas de MS
Governo garante R$ 3 milhões para o Centro de Reabilitação de Animais em Corumbá
Governo divulga edital de abertura do Concurso da Polícia Civil com 236 vagas
Mais de 88 mil estudantes serão beneficiados nesta primeira fase do MS Alfabetiza