Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2024

Festa da Linguiça de Maracaju fortalece cultura regional e beneficia a população

05 maio 2024 - 08h53Por Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

A tradicional Festa da Linguiça de Maracaju fomenta a cultura regional de Mato Grosso do Sul, além da gastronomia e economia, beneficiando a população do município.

O governador, Eduardo Riedel, e a primeira-dama, Mônica Riedel, participaram da festa neste sábado (5). “É muito gratificante o Poder Público incentivar e ajudar a Festa da Linguiça, que é uma tradição e remete a origem do município. Tudo é realizado em prol de uma cultura que é genuína de Maracaju. O governo do Estado estará sempre presente, porque reforça nossa história e cultura. Além disso, ajuda a sociedade local”, disse o governador.

O lucro obtido com a realização da festa é destinado a entidades assistenciais que prestam algum tipo de serviço para a sociedade. O hospital da cidade, Apae, casas de amparo à idosos, crianças e adolescentes, banco de auxílio a cadeirantes são alguns dos segmentos assistidos com recursos do evento.

“É uma experiência muito boa, como gestor poder contribuir. Porque eu trabalhei em várias edições, acompanhei a evolução e o crescimento da festa e o que ela se tornou para Maracaju, e o Estado. Podemos contribuir para manter a estrutura, vendo o resultado, de fomento a economia local, e com o lucro revertido para as entidades filantrópicas, então em todos os aspectos a festa é muito positiva”, disse o prefeito de Maracaju, Marcos Calderan.

 

A festa, realizada entre 3 e 5 de maio, faz parte da “Rota MS Gastronômica”, com várias atrações culturais organizadas pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. A ação da gestão estadual tem como objetivo potencializar a vocação natural de cada município, chamando a atenção para suas festas tradicionais.

Este ano, na 28° edição da festa que ocorre há 30 anos (com suspensão em 2020 e 2021 por conta da pandemia), foram produzidas aproximadamente 20 toneladas de linguiça. A previsão dos organizadores era de reunir 40 mil pessoas durante os dias de festa, com estimativa de que para cada real movimentado, outros R$ 7 giram em consumo e serviços no comércio de Maracaju.

Durante todo o evento, foi realizada exposição e comercialização do artesanato sul-mato-grossense no estande do Governo do Estado. E também é realizada a emissão da Carteira Nacional do Artesão, neste domingo (5), a partir das 10h.

História

A festa nasceu em 1994, de um projeto do Rotary Club que buscava divulgar e valorizar a iguaria mais famosa da cidade. Com o passar dos anos, a gastronomia se juntou a outros atrativos, como shows nacionais, exposição de veículos, máquinas e implementos, parque de diversões, artesanato, fazendo da festa um dos principais eventos turísticos do Mato Grosso do Sul.

Atualmente, o evento é considerado um dos maiores e mais importantes da gastronomia regional. A iguaria é temperada com "laranja azeda", com selo "anti-fake" de indicação geográfica emitido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial, o que garante desde 2016 ao prato a proteção contra falsificações de origem e produção. Além disso, em um dos dias da festa, a linguiça faz parte da merenda escolar na cidade.

Em 2019, foi firmado um acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia, que deu status especial à iguaria, que agora integra a lista de 220 itens protegidos pelo Mercosul. Dentre os itens estão o queijo Canastra de Minas Gerais, Mel do Pantanal e a Cachaça.

No ano passado, passaram pelo Parque de Exposições em torno de 35 mil pessoas, com consumo e comercialização de 10 toneladas de linguiça. Toda a renda foi destinada às entidades sociais e assistenciais do município, entre elas, o Hospital Soriano Corrêa da Silva e projetos sociais da PM (Polícia Militar).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ordem do Dia: Seis proposições são aprovadas pelos deputados estaduais
Saiba quais são os bairros que estão na rota do fumacê nesta quinta
Prefeitura entrega sede própria para Grupamento Especializado de Motopatrulhamento de Campo Grande
Café com os conselheiros regionais do centro acontece neste sábado (25)