Menu
Busca terça, 23 de julho de 2024

Estado publica novo Valor Real Pesquisado da soja em grãos e carvão vegetal

25 abril 2011 - 13h15

A Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), através da Superintendência de Administração Tributária, divulgou nesta terça-feira (12) a alteração do Valor Real Pesquisado da soja em grãos e do carvão vegetal produzidos em Mato Grosso do Sul. O índice aponta a base do valor para comercialização do produto.


Por meio da Portaria SAT 2.203, fica estabelecido o novo Valor Real Pesquisado para a soja em grãos e derivados. Para operações internas, o quilo da soja a granel está avaliada em R$ 0,70 e o saco de 60 quilos está valendo R$ 42,00. Em operações interestaduais a soja a granel pode ser comercializada a R$ 0,87 o quilo e o saco de 60 quilos tem valor de R$ 52,20.


Também são apontados os valores para os derivados do grão, como o farelo de soja, que deve ser vendido a R$ 0,63 o quilo e R$ 630,00 a tonelada. Já o resíduo de soja não sofreu alteração em relação ao mês de março, ficando com valor de R$ 0,08 o quilo, a tonelada sai por R$ 80,00. O quilo do óleo de soja bruto também manteve o mesmo índice do mês anterior, com valor de R$ 2,40. Todos os outros valores do grão foram reajustados com preços menores em relação a março.


Carvão vegetal


Uma segunda portaria, SAT 2.204, aponta para o novo Valor Real Pesquisado do carvão vegetal. Conforme a publicação, para operações internas, o quilo do produto está avaliado em R$ 1,20. Já o metro cúbico deve ser comercializado por R$ 300,00. Em operações interestaduais o valor pelo quilo do carvão vegetal fica em R$ 0,76 e o metro cúbico em R$ 189,00.


A portaria também traz o valor real pesquisado para uso do carvão vegetal na indústria: R$ 0,54 o quilo, R$ 143,65 pelo metro cúbico e R$ 546,00 a cada tonelada do produto.


A relação completa do Valor Real dos produtos está disponível na página cinco Diário Oficial desta terça-feira, e pode ser acessado através do site www.imprensaoficial.ms.gov.br . 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quer modificar o veículo? CTB prevê que customizações sejam autorizadas pelo Detran
Sala de acomodação sensorial garante espaço reservado para autistas no Bioparque Pantanal
Resiliência: Pantanal Sul-mato-grossense se revela um gigante cheio de vida
Parceria entre governos federal e de MS