Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2024

Reserva de casas para deficientes é lei

28 abril 2011 - 12h18


Os portadores de necessidades especiais de Mato Grosso do Sul têm o direito a 10% do total de casas populares em programas do Governo do Estado. A lei é de autoria do deputado estadual Antonio Arroyo (PR) e tem validade a partir desta quinta-feira (29), segundo a publicação Diária Oficial do Município.



A norma prevê em seus quatro artigos que seja destinado o mínimo de 10% das casas populares para pessoas com necessidades especiais ou suas famílias, mediante a comprovação por laudo médico, independentemente das demais obrigações comum a todos os beneficiários. 



As moradias devem estar adaptadas nos aspectos de acessibilidade, segurança, instalação de sanitários e demais requisitos técnicos necessários. “A lei vem resgatar a dignidade de portadores de necessidades especiais no tocante à moradia, bem como, obrigar a construção de casas que proporcionem condições de acessibilidade a esse segmento da população”, diz o parlamentar.


 


Karla Lyara

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quer modificar o veículo? CTB prevê que customizações sejam autorizadas pelo Detran
Sala de acomodação sensorial garante espaço reservado para autistas no Bioparque Pantanal
Resiliência: Pantanal Sul-mato-grossense se revela um gigante cheio de vida
Parceria entre governos federal e de MS