Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2024

Sehac realiza eventos na Capital neste sábado

30 abril 2011 - 12h01

Será discutido o Plano Estadual de Habitação, haverá o encerramento do trabalho social do Residencial Ramez Tebet e por fim reunião com os moradores da Favela Nossa Senhora Aparecida.


A Secretaria de Estado de Habitação e das Cidades (Sehac) realiza, neste sábado (30), três eventos. O primeiro deles será a discussão da segunda etapa na elaboração do Plano Estadual de Habitação. O encontro acontecerá a partir das 8 horas nas dependências do Hemosul.


Segundo informações da Sehac na oportunidade serão apresentados os levantamentos das informações habitacionais coletadas e das propostas feitas pelos municípios em contribuição a elaboração do Plano Estadual de Habitação.


A partir das 14h30 será realizado o encerramento do Projeto de Trabalho Técnico Social do Residencial Ramez Tebet. O evento acontecerá na Escola Municipal Plínio Barbosa Martins com a entrega de certificados aos moradores envolvidos no projeto.


Já as 16h30 o secretário de Estado de Habitação e das Cidades, Carlos Marun juntamente com o diretor-presidente da Empresa Municipal de Habitação, Paulo Matos participa de reunião com moradores da favela Nossa Senhora Aparecida, localizada nas proximidades do bairro Coophasul.


Na oportunidade Marun e Matos conversarão com as 160 famílias residentes na favela sobre o processo de remoção para conjuntos habitacionais construídos em parceria entre o governo do Estado e a prefeitura de Campo Grande.


 


Helton Verão com informações da assessoria


 


De acordo com o secretário de Habitação a remoção será realizada em três etapas. Na primeira etapa serão realocadas 50 famílias, as outras 110 nas próximas duas. Todo o processo de remoção será acompanhado por assistentes sociais. A mudança das famílias será feita após análise e assinatura de contratos junto à Caixa Econômica Federal.


 


 


 


Marun alertou ainda que apenas as famílias cadastradas participarão deste processo. Outras famílias que mudaram após o cadastro não serão atendidas. “Iremos conversar com os moradores para que saibam como se dará o processo de remoção. Vamos frisar sobre a conservação dos imóveis, ou seja, àqueles que pensam em vender, não serão beneficiados em outros conjuntos habitacionais. Alertamos às famílias que não foram cadastradas que as mesmas não participarão do processo. Não adianta fazer um barraco e se mudar, porque apenas aqueles que foram contabilizados serão atendidos”, finalizou o secretário.


 


 


 


O encontro com os moradores da Favela Nossa Senhora Aparecida acontecerá a partir das 16h30 no Centro Educacional Mãe Maria Catarina, localizado na Rua Antônio Veluzo, nº 305 – Bairro Coophasul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quer modificar o veículo? CTB prevê que customizações sejam autorizadas pelo Detran
Sala de acomodação sensorial garante espaço reservado para autistas no Bioparque Pantanal
Resiliência: Pantanal Sul-mato-grossense se revela um gigante cheio de vida
Parceria entre governos federal e de MS