Menu
Busca segunda, 15 de julho de 2024

Tolmasquim: Novas usinas nucleares são possibilidades reais para o Brasil

30 abril 2011 - 16h49


O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Mauricio Tolmasquim, disse nesta sexta-feira que a Usina Nuclear Angra 3 será inaugurada sem atrasos e que as novas usinas previstas pelo governo dificilmente serão descartadas.

– Vão ser tomadas todas as medidas de segurança em relação a Angra 3, mas não há nada que ameace o cronograma dela que deve ser inaugurada em 2016 –, disse o presidente da estatal que é ligada ao Ministério das Minas e Energia.

Tolmasquim defendeu que o Brasil tem a sexta reserva de urânio do mundo e é um dos poucos países que domina a técnica de enriquecimento. Ele destacou ainda que o país tem condições naturais bem diferentes das encontradas no Japão – onde um terremoto seguido de tsunami causaram um acidente nuclear em março.

– Nossos recursos hidrelétricos são finitos. Por isso, desde agora, temos que pensar no que vem adiante e o nuclear é uma boa possibilidade para esse adiante –, disse, durante um debate sobre tecnologias energéticas, no Fórum Mundial Econômico para a América Latina.

Devido ao desastre em Fukushima, no Japão, Tolmasquim disse que não serão ignoradas as recentes discussões sobre esse tipo de fonte de energia, sobretudo, a respeito de questões de segurança e custos adicionais que possam surgir.

– Esta é uma decisão que deve ser tomada sem pressa e felizmente o Brasil tem recursos e podemos ver o que está sendo feito no mundo, para depois tomarmos as decisões necessárias –, informou o presidente da EPE.


 


Karla Lyara/Correio do Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

Temperaturas permanecem amenas e quinta-feira tem probabilidade de chuva fraca a moderada
Julho das Pretas: governos de MS e Federal debatem ações afirmativas e promoção da igualdade racial
Saúde realiza monitoramento das estratégias de vacinação para pólio e sarampo em MS
Investimento na agricultura familiar sobe 130% em edital de extensão da Fundect